MINHA VIDA É UM PALCO

MINHA VIDA É UM PALCO
Somos como atores neste palco que é o mundo, as cenas são os dias e noites, e o roteiro quem escreve é a VIDA!A vida depois dos 60. É começar novo, novos horizontes, um mundo diferente e muito mais LEVE! A gente está sempre começando, sempre aprendendo...E aos 60 anos, a gente nasce de novo! A minha Infância da Maturidade! COMO SERÁ NOS 70?Na minha ADOLESCÊNCIA da Maturidade...

quarta-feira, 22 de maio de 2019

EU TE ABRAÇO


Dia do Abraço. 

Milhões de abraços recebi no whats. Zap. Zap. Pessoas que tenho muito amigas, parentes, conhecidas, colegas, vizinhas.
 Abri a porta do AP, a zeladora fazia seu trabalho. Abracei. Coisa boa aquele abraço. Denise. Entrei no elevador. Dona Maria. Outro abraço. Se fosse o vizinho de cima, acho que eu não teria coragem, ele mal cumprimenta, mas eu tentaria. ? 
O manobrista da academia me deu um abraço, Davi, como sempre. Hoje foi especial. E daí, foi. Até agora, quase meio dia, dei e recebi uns 20.  
Pois eu saí do meu conforto, abri a porta.Três horas, no super, na hidro, na esquina. Gente. Abraços.
Voltei pra casa. 
Fechei a porta.

 Celular ali.Mandei e recebi mais abraços para queridos.

 Mas o abraço de braços que se abrem e se fecham são bem diferentes. 
Vou pra rua, de novo. Hoje à tarde tem Bolão. 
No mínimo, uns quinze abraços.Na volta pra casa, talvez encontre mais gente amada.Mais abraços. 
O mundo se encontra dentro de um abraço.
Mas quem não dá... não recebe!
Tem que ter o EU e o TU. Não existe abraço de um só.

segunda-feira, 20 de maio de 2019

É MODA COMPARTILHAR DINHEIRO?





"My family is going to create a grant to eliminate your student loans!" -Robert F. Smith told the graduating Class of 2019 @RFS_Vista

Vi a reportagem e resolvi comentar pela importância do ato e do fato. 
O paraninfo de uma Universidade norte americana de Atlanta, um bilionário (em dólares!), o maior endinheirado negro dos EUA, deu um presente aos formandos: quitou todas as dívidas que os  formandos fizeram para poderem se formar. Num país em que quase todas as Universidades são particulares, no país mais capitalista e democrático do mundo começar a carreira sem dívidas deve ser um grande empurrão. 
Brasileiros que somos, mestres em achar defeitos, já vamos dizer que isso é o Smith fazendo campanha, que o Smith é outro bilionário que quer ser presidente, que os americanos gostam de aparecer, que 64 milhões pra ele não é nada, grande coisa! 
Para os que se formaram na Universidade Morehouse, isso é mais do que um presente: é uma liberdade financeira. 
E não é moda entre americanos ricos, as maiores Universidades funcionam com doações de ex-alunos,a coisa realmente funciona. E dá certo. Os benfeitores constroem ginásios, teatros, bibliotecas, laboratórios e as universidades são as melhores do mundo.
A moda podia pegar no Brasil. Bilionários podiam reformar as escolas onde estudaram. Ia ser bom.


No Brasil: Passei por Santa Maria, RS, e ouvi muitos comentários sobre uma empresa grande que queria abrir lojas por lá, muitos a favor, outros contra. Os contras diziam que era coisa do amigo do presidente, coisa de política. Alguém me informou que houve uma negociação, um aluguel  de 10 anos do terreno ao lado das vovozinhas, onde funciona um asilo.Outras pessoas queriam uma cuia em lugar da tocha na estátua da frente da loja - achei uma baita ideia, sou gaúcha, tchê. Outros falavam em quantos empregos traria para a cidade, 400 diretos e indiretos, muito bom pra quem está desempregado.  A negociação envolveu uma casa de idosas, que será toda reformada com tudo de bom para as vovozinhas. 

Pra quem está bem sentado na frente de um computador,um bom cafezinho e bem quentinho,ou está  mexendo no celular para gastar o tempo da vida postando porcarias, essa questão vai das news aos fakes. Eu falei com gente de verdade.
Perguntando para AS vovozinhas, disseram elas que estão mas tão, tão, tão felizes, com a perspectiva de um THE END merecido, casa nova, cozinha nova, chazinho, bolinho, roupinha bem limpinha e cheirosinha,sala de convivência de conviver, mesmo, enfermarias, remédios, gente capacitada para atendê-las,  
10 anos são a eternidade sonhada. 
Até pensei em ficar por lá.

segunda-feira, 8 de abril de 2019

BOM DIA, VIDA


Todo dia acordo e falo BOM DIA,VIDA.
Ouço minha voz, vejo o meu redor,mais uma dia pra ser feliz. Devagar, tirar as pernas da cama, espichar os braços e GRAÇAS A DEUS consigo levantar.
Nunca lembro se o pé é o direito ou esquerdo, mas meu pé me obedece e lá estou eu de novo neste admirável mundo. Muitas certezas e muitas surpresas, demoro um pouquinho pra engrenar na rotina de quase todas as pessoas do mundo.
Sempre tive agenda. Antes, porque eram muitas e diferentes obrigações familiares, profissionais, sociais. Hoje, não são todas obrigações, mas também muito importantes. Para dar sentido ao meu dia. Para organizar meu Universo.
Quando me aposentei, joguei fora meu relógio, porém nunca consegui me desligar dos horários. A disciplina de mais de meio século me ajuda a aproveitar melhor o tempo. E consigo, assim, dar um significado muito importante à vida.Como encarar: Hoje vai ser uma merda  ou Hoje vai ser  melhor! tudo depende da minha vontade.
BOM DIA, VIDA, tem sido um acordar com felicidade, esperar que o tempo passe com alegria, a esperar que o melhor me aconteça, me encher de energias positivas e pensar quanto essa VIDA tem sido boa. Só então eu posso olhar para o mundo e desejar BOM DIA pessoalmente, com um abraço, com beijos. Ou virtualmente, no momento da comunicação pessoal.
Eu sou responsável pelo que este dia vai me trazer. Sou um bumerangue. O que eu jogar no Universo vai voltar para mim.
Por favor, muito obrigada. Vaombora!

 

domingo, 7 de abril de 2019

O DEUS DE CADA UM


O Deus é meu, ele é do jeito que eu quero. Assim, com letra maiúscula. Como o Deus que me apresentaram quando eu era pequena e fiz catecismo. Quando a gente é criança nossas crenças ficam grudadas pelo resto da vida, a gente podia ir para o céu, purgatório ou inferno. Tinha que obedecer Deus, que tinha os dez mandamentos pra todo mundo. E todo mundo tinha que obedecer, pois o Diabo ficava tentando pros desobedientes irem para o inferno.Quem era mais ou menos ia para o purgatório.Também existia o perdão para quem se arrependia do mal e corrigia o erro.
 As leis valiam igualmente pra todos, homens, mulheres, velhos, crianças, ricos, pobres, brasileiros, argentinos, americanos. Muito claro, Deus era o amor e bem: correto, honesto, bom, exigente, protetor, reinava em todos os lugares. O Diabo era o mal: safado, ladrão, mau, exigente, ilegal, imoral,o ódio, também estava escondido em todos os lugares.As pessoas escolhiam se queriam ser boas ou más.
Hoje, depois de tanto estudar sobre religiões, crenças, fés, filosofias e ciências, descobri que posso ter um Deus só pra mim. Na verdade, não é bem Deus, é montar um deus que aprove tudo que eu faço, um deus que concorde com minhas opiniões, o amor do meu jeito, a lei que me apoie em tudo, na direita ou na esquerda, eu ponho o meu deus aonde eu quero.Eu posso ser boa ou má, deus me protege. Os outros que me sigam. O Diabo, coitado, totalmente desmoralizado, sumiu.
O Universo deixou de ser de todos. O Universo é meu. O deus é meu.Pronto. Simples, assim.
Seria simples se não fosse totalmente individualista, egoísta, uma visão totalmente aniquiladora da presença do outro, pois se eu sou tudo não preciso do amor, do carinho, da convivência.
Quem disse amai-vos uns aos outros, venha a mim os pequeninos, abriu a possibilidade da eternidade. Para amar precisa dividir, entender, proteger. E perdoar.
 Então Deus é de todos e para todos. Tem muitas formas, mas a exigência é sempre o BEM. Não o bem próprio. O bem de todos. Amor pelo próximo.Que sai do Deus de cada um.Pois Deus, com letra maiúscula, é de todos, para todos, o Único.
Mais uma aprendizado.




sábado, 6 de abril de 2019

ZUMBIDO - O SOM INDIVIDUAL


Ah, se fosse uma doença! Mas não é. Zumbido é um SINTOMA.
Sintoma de quê? Ninguém sabe. Nem todos os mais eficientes cientistas que sabem a origem da vida ou o clima do mundo conseguem dizer porque eu tenho este zumbido dentro da minha cabeça que apenas eu ouço. Só eu. Nenhum aparelho do mundo consegue captar. Meu zumbido é o meu som individual, vai comigo onde vou, dorme e acorda comigo.
Ontem voltei ao meu grupo do zumbido. É o GIPZ. Funciona no maior hospital público do Brasil, no Hospital de Clínicas da UFPR em Curitiba.Uma vez por mês; é uma equipe de profissionais especialistas em diversas áreas da saúde que apresentam informações atualizadas aos portadores de zumbido.Pessoas voluntárias, a doutora Rita de Cássia a responsável pelo grupo. No mundo, já somos 278 milhões. Quem me pergunta o que é esse grupo, eu explico didaticamente que é como se fosse grupo de dependentes de álcool ou de químico, só que nós somos dependentes do som. De zumbido.
Tem gente que tem e não sabe, tem gente que sabe que tem e não admite, tem quem pensa que tem e não é, tem zumbido temporário que chega e vai sem avisar, tem zumbido que afasta a pessoa dos outros, tem zumbido que já me acostumei, o meu é um rádio em alta frequência sem sintonia, tem de martelo martelando, vento zunindo, de oceano marulhando, de abelha zumbindo, acho que até daí veio o nome. Mas é extremamente individual, esse som que nunca desliga.Não  tem cura pois não é doença. Como não é doença, não tem remédio. Como é um sintoma, tem que descobrir a causa.Ponto.
Nas reuniões do grupo, aprendemos a tirar o zumbido do foco do pensamento.O mundo é muito maior que um zumbido. Como funciona tudo dentro da cabeça, com sentimentos e emoções e percepção e sensação. O que eu mais gosto é de ouvir as histórias das pessoas que, como eu, têm um zumbido todo seu. E que eu não sou a única, que tenho perda auditiva e talvez um aparelho melhore minha qualidade de vida.
Esse grupo tem melhorado minha vida. Eu adoro ler. Preciso de uma concentração extra para entrar no livro. Tentar esquecer deste zum que grita mais alto que a música.Cantar, conversar, trabalhar, viver normalmente.
Um dia de cada vez, desligar meu som interno.

Às vezes, penso que juntando todos os portadores do zumbido que conheço podemos produzir energia,  quem sabe até acender as luzes da cidade e manter uma operadora de internet individual. 

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Churrasco de Pescoço? NUNCA


Dividir uma picanha pra dois  ou comer sozinho um quilo de pescoço.
Foi isso que a Helena falou.
A ideia da miga de dividir  o marido com uma outra estava de novo em discussão.
Muito bom pro polaco, iria ter duas casas, com duas mulheres lindas, o problema é que as mulheres não aceitavam.Muito confortável pro gostoso.
O grupo discutia as máscaras e sombras. Amor e traição. Aceitar o chifre e tirar uma lasquinha ou manter um orgulhoso amor próprio.Sozinha e infeliz, ou infeliz e acompanhada?
Chega desse papo!
Um violão para alegrar, vamos cantar, desde Dolores com a Noite do Meu Bem, Maysa com Meu Mundo Caiu, PODE PARAR, está cada vez mais pra baixo, esse sofrimento de amor não faz bem ainda mais nesta hora que a Naia está sem saber se o ex volta sozinho ou não volta se estiver acompanhado.Vamos para o samba, Trem da Onze, já melhorou o ambiente, Viver e não ter a Vergonha de Ser Feliz, vamos dançar.
Não adiantou. Voltou a sofrência, com uma canção feminina sertaneja a Maiara cantava " tomei um chifre e ainda paguei cinquenta reais", ou seja, mudou de época, mudou de intérprete, e voltamos para a questão: Dividir a picanha ou comer sozinho um pescoço...

quinta-feira, 4 de abril de 2019

TEMPO INÚTIL


Já temos uma estatística - tem estatística pra tudo - de quanto tempo um brasileiro gasta POR DIA olhando o celular. Nem tem como se esconder, é o seu dedo que comanda a maior amigo e inimigo de todos os tempos.
4 horas e 38 minutos.
Mais de meio turno de trabalho diário. Metade do salário de um trabalhador. Vai faltar pão na mesa. Vai faltar dinheiro pra pagar as contas do fim do mês. Vai faltar tempo pra conversar com a mãe, com o filho, com o espírito santo.
- Não posso, estou cheio de  compromissos.
O mais importante: Verificar as redes. Sociais, nacionais, internacionais, esporte, ofertas de qualquer coisa, tem que compartilhar, o vídeo é muito engraçado, a comida está colorida, a União Europeia, o dólar, tem passagem barata, tem oferta de TV,  descobriram uma dieta milagrosa, o time vai entrar na copa, a direita, a esquerda, tudo tem que ser visto AGORA. Nada pode passar, eu preciso espalhar isso que não é fake, nem terminei de ler mas já vem outra mensagem.Já enviei, metade da informação, faltou o mais importante, mas já foi. 
A criança vai cair, mas preciso filmar o acidente.
E a pessoa sempre muito ocupada não tem tempo para dar um alô pro irmão.
Os brasileiros estão mais doentes pelo celular que até os americanos.
Hoje se tornou indispensável, assim como um dia foi  a televisão, o rádio, o jornal.
A questão é saber usar.
Fica a pergunta: Sou eu que mando na minha vida, ou é o meu celular?
Já tem muito jovem se questionando.
Já tem muita criança dentro do aparelho.
Eu não consigo ficar longe. Desculpa aí, vou ver se tem alguma nova mensagem.